Fiocruz chega em São Paulo com instalações em Ribeirão Preto

Acordo de cooperação técnico-científico levou 16 anos de negociações. Parceria reúne Fiocruz e unidades da USP

Entrou em operação, na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), a Plataforma Bi-Institucional de Medicina Translacional. É o pontapé inicial das atividades da Fiocruz, a Fundação Oswaldo Cruz, em terras paulistas.

Foram 16 anos de negociação política e finalmente a Fiocruz e a USP em Ribeirão Preto fecharam acordo de cooperação técnico-científico. Além da FMRP, a parceria envolve também a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCLRP) da USP e o Hospital das Clínicas local.

Os primeiros estudos dessa parceria são na área de imunologia e vão reunir pesquisadores das duas instituições. A Plataforma é um escritório que funciona provisoriamente no prédio administrativo da FMRP, enquanto o endereço definitivo não fica pronto. Um prédio da Faculdade está sendo reformado para instalar a Fiocruz. Os investimentos envolvem mais de 60 milhões de reais de recursos oriundos da própria Fiocruz e da USP, do governo do estado de São Paulo, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto.

O coordenador da Plataforma e pesquisador da Fiocruz, Rodrigo Stabeli, disse que a chegada da Fiocruz ao estado de São Paulo é um passo importante no desenvolvimento de novos medicamentos. A Fiocruz também promovendo parceria com o Supera Parque Tecnológico da Prefeitura Municipal da cidade que funciona no Campus da USP em Ribeirão Preto.

Segundo ele, até o meio do ano, o prédio em reforma deve ficar pronto e a perspectiva é de que até o final do ano, a plataforma da Fiocruz na USP de Ribeirão esteja consolidada.

Ouça a entrevista:

Por: Ferraz Junior

Foto: Agência Fiocruz de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *