Escola de Enfermagem  oferece atividades para despertar a atenção plena

São palestras e práticas de meditação, por exemplo, oferecidas pelo recém-criado Centro de Mindfulness e Terapias Integrativas

A Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP começou a oferecer, a partir de junho,  atividades que ajudam a focalizar a atenção plena, a partir da prática de meditação, escaneamento corporal e respiração atenta.

As atividades são oferecidas pelo recém-criado Centro de Mindfulness e Terapias Integrativas. O espaço oferece gratuitamente palestras, práticas e cursos para públicos variados com a temática mindfulness, que em tradução livre quer dizer atenção plena, ou seja, a prática de exercícios que ajudam a focalizar a atenção integral em algo.

Com vários projetos futuros e alguns já em andamento, a proposta é disseminar conhecimento a respeito dessa habilidade, que, com a prática, pode ser potencializada por qualquer pessoa.

Quem está à frente do centro é a professora Edilaine Cristina Silva Gherardi Donato, em parceria com as professoras Ana Carolina Guidorizzi Zanetti e Margarita Antonia Villar Luis, todas da EERP. Ao todo, o centro é formado por 25 colaboradores, incluindo docentes, como a professora Kranya Victoria Diaz Serrano, da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP) da USP, pós-doutorandos, doutorandos, mestrandos e profissionais da área da saúde. Destacam-se, ainda, as instrutoras certificadas em Mindfulness e Mindful Eating, que é o mindfulness para comer consciente, Mariana Fernandes e Driele Quinhoeiro, atuantes desde o projeto de criação.  Além disso, o centro conta com parcerias de instituições privadas e Organizações Não-Governamentais (ONGs), em especial o apoio da Assertiva Mindfulness, empresa que oferece cursos de mindfulness por todo o Brasil.

Atividades e projetos em andamento

As atividades de prática de mindfulness foram iniciadas no último dia 21 de junho, com um curso de práticas baseadas em mindfulness, que tem duração de oito semanas e é voltado para profissionais da área da saúde que querem realizar a prática mindfulness no dia a dia. “No curso, a pessoa conhece inúmeras possibilidades e vai conhecer a si mesmo nessas possibilidades. Ela reconhece a sua âncora, o que vai ajudá-la a localizar o corpo e a mente no momento presente”, explica Edilaine.

No último 27, o centro promoveu palestra introdutória de mindfulness, como atividade inicial do programa de oito semanas para qualidade de vida e redução de estresse baseado em mindfulness que será oferecido aos alunos da EERP-USP.

Outra atividade promovida pelo grupo é um projeto de pesquisa e extensão com os servidores não-docentes, que foram convidados a participar de entrevista para levantar dados referentes ao nível de atenção plena e estresse dessa população. Posteriormente, baseando-se nesses dados, o centro vai oferecer curso para os trabalhadores de todas as áreas do Campus.  

Edilaine conta que diferentes instituições estão contatando o centro para fazer parcerias, como, escolas públicas, profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) e, inclusive, a polícia militar. “Temos conversado para  pensar algum formato de prática com um grupo de policiais militares. Introduzir o mindfulness, trabalhar a compaixão e o nível de concentração nas situações de rua, diminuir o nível de estresse e ansiedade a que os policiais são submetidos.”

Ainda, outra prática da equipe do centro é oferecer, todo primeiro domingo de cada mês, das 9 às 11 horas, no Parque das Artes, aqui em Ribeirão Preto, uma prática de mindfulness e mindful eating gratuita e aberta ao público.

Atenção Plena

De forma resumida, mindfulness é a consciência que acessamos quando prestamos atenção com propósito e sem julgamentos, no momento presente. As práticas incluem meditação, escaneamento corporal e respiração atenta, para alcançar a atenção plena, que é uma habilidade presente em todo ser humano, destinada a focar a atenção exclusivamente em alguma coisa.

Enquanto a pessoa está fazendo esse exercício, diminui a ativação do seu sistema simpático, o que fica ativado quando a pessoa está estressada. “Eu tenho o relaxamento muscular, um direcionamento da minha atenção no cérebro voltado para o exercício, então eu descanso outras áreas que poderiam estar sendo ativadas enquanto eu estou estressada. Isso me ajuda a focar a atenção nas coisas que eu vou fazer e no momento presente. Cada vez que eu pratico, eu começo a ter um pouquinho mais de controle sobre o que eu quero estar pensando e onde eu quero estar focando a minha atenção agora”, enfatiza Edilaine.  

A professora confessa que sempre sentiu a necessidade de trabalhar e expandir esse assunto e que está muito feliz com o projeto. “A ideia é trazer o mindfulness, difundir, para que as pessoas conheçam e descubram que elas têm essa habilidade, de algo que é interno e não de fora. Acho que é o meu compromisso como pesquisadora na área de promover a saúde mental.”

O Centro de Mindfulness e Terapias Integrativas está localizado na Casa 17 da Rua das Paineiras, no Campus da USP em Ribeirão Preto e, até o momento, só possui alunos da EERP, mas está aberto para receber alunos voluntários de outros cursos da USP Ribeirão.

Mais informações: nane@eerp.usp.br

Por: Stella Arengheri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *