USP vai discutir a exposição do corpo feminino

Pensar como o corpo da mulher é posto em exposição (estilizado, costurado, saturado, significado etc) e diz sobre como é historicamente ser mulher é a meta do minicurso Quando o feminino grita no poético e no político.

O minicurso será dia 19 de agosto, das 8 às 16 horas, promovido pelo Laboratório Discursivo da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP e pela Universidade do Oeste (Unioeste) do Paraná.

Segundo os organizadores o objetivo é criar um espaço de escuta e de análise dos rumores do poético e do político que tomam o feminino como materialidade significante de suas produções/intervenções.

Inicialmente, o minicurso vai expor uma breve história do corpo, especificamente no modo como o corpo da mulher é significado no decorrer da história. Em seguida, será analisado um conjunto de intervenções poéticas e artísticas, refletindo a respeito do modo como o poético produz arte, a qual coloca em evidência a mulher e seu corpo. Para finalizar, uma reflexão acerca de como o político faz funcionar dizeres que reivindicam uma posição legitimada às mulheres e uma igualdade de direitos entre os gêneros.

Participam as professoras Dantielli Assumpção Garcia, pós-doutoranda pela Unioeste e Lucília Maria Abrahão e Sousa, do Departamento de Educação, Informação e Comunicação (DEDIC) da FFCLRP, como coordenadora.

As inscrições são pelo site e o evento será no Centro de Tecnologia da Informação de Ribeirão Preto (STI/RP), que fica na Avenida Bandeirantes, 3900, Campus USP Ribeirão.

Mais informações: bia.prandi@usp.br

Por Paulo Henrique Moreno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *