Estudo quer conhecer saúde respiratória de frentistas

Equipe da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP precisa de voluntários – frentistas de postos de gasolina – para pesquisa sobre a saúde respiratória dessa categoria profissional no município. O objetivo, segundo Tiago Garcia, pesquisador responsável pelo estudo, é investigar possíveis problemas de respiração e anormalidades atribuíveis à exposição ocupacional.

Os frentistas passarão por avaliação clínica, exames de função pulmonar e tomografia de tórax. Todos os exames são gratuitos e realizados em um único dia, ao final da tarde. O voluntário receberá ajuda de custo para o transporte.

Para participar, os frentistas devem atuar em postos de gasolina da cidade de Ribeirão Preto; terem entre 18 e 70 anos de idade, mais de um ano de atividade e que tenham trabalhado pelo menos 11 meses na função no último ano.

Não serão aceitos profissionais com história de asma ou “bronquite” na infância; tuberculose prévia ou pneumonia de repetição antes de se tornar frentista. Não devem ter fumado cigarros por período maior que 10 anos ao longo da vida ou ter fumado cigarros nos últimos 12 meses. Também não devem ter consumido maconha nos últimos 12 meses ou ter consumido maconha mais do que cinco anos por toda a vida.

Insuficiência renal em tratamento dialítico, insuficiência cardíaca grave, diabetes mellitus ou hipertensão arterial não controlada também não podem fazer parte da história de saúde daqueles que serão avaliados.

Os interessados em se voluntariar devem entrar em contato com o pesquisador pelo WhatsApp (19) 999375843.

Mais informações: (19) 999375843; e-mail: tiago_hgs@usp.br

Por: Rita Stella

Imagem: Pixabay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *