Começa projeto para otimizar avaliação de estudantes da saúde

Projeto da FMRP e outras seis instituições parceiras é patrocinado por conselho examinador norte-americano

O Centro de Desenvolvimento Docente para o Ensino (CDDE), criado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP em parceria com outras seis instituições de ensino superior em saúde do Brasil, começou esta semana a primeira etapa de seu projeto patrocinado pelo National Board of Medical Evaluation USA (NBME – Conselho Norte-Americano de Examinadores Médicos).

Até sábado, 10 de novembro, os gestores das instituições do CDDE participam de uma oficina na Pousada Santa Rita, aqui em Ribeirão Preto, juntamente com convidadas internacionais do próprio NBME, Brownie Anderson, e da Universidade de Maastricht, Holanda, Sylvia Heeneman e Suzanne Schut. A equipe trabalha no desenvolvimento do projeto de Avaliação do Estudante – Avaliação Programática, contemplado por financiamento da instituição norte-americana.

Um dos três projetos aprovados pelo edital da NBME, dentre as 15 propostas apresentadas por universidades de cinco países da América Latina, a proposta da FMRP pretende elaborar, por meio das  instituições participantes, “programas bem definidos de avaliação dos estudantes dos diversos cursos, com aperfeiçoamentos claros em relação à situação atual”, afirmam os responsáveis. Os programas devem empregar os métodos mais efetivos de avaliação de conhecimentos e de habilidades clínicas, além da maior ênfase na avaliação formativa.

A FMRP lidera o projeto com os cursos de Medicina, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. São parceiros: o curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP); Medicina, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR); Medicina da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP); Medicina e Enfermagem da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP); Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); Medicina, Farmácia e Medicina Veterinária da Universidade de Passo Fundo, RS; e Medicina da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, BA.

Mais informações sobre o patrocínio.

Por: Maju Petroni

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *