Escola de Enfermagem conta em slideshow 30 anos de histórias de superação

Lançamento acontece durante simpósio da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto em homenagem ao REMA

Há 30 anos, o Núcleo de Ensino, Pesquisa e Assistência na Reabilitação de Mastectomizadas (REMA), da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP, ajuda mulheres, vítimas de câncer de mama, a reescrever suas histórias.

É o caso de Maria Antonia Brigato, integrante do grupo há quatro anos. Quando ficou doente, conta, estava prestes a terminar sua licenciatura em artes visuais; mas, como é fato entre aquelas que enfrentam o problema, achou que iria morrer. Foi então que o REMA surgiu para Maria Antonia perceber “que ainda tinha uma vida e que poderia viver da melhor forma possível”.

Maria Antonia diz que, nessa época, começou a escrever uma nova história de vida. História que agora mostrará ao público e se traduz como sua própria homenagem ao REMA na forma de um slideshow que produziu sobre o grupo. A ideia do slideshow, diz, surgiu naturalmente, atendendo um pedido da enfermeira da EERP Maria Antonieta Spinoso Prado para que as pacientes apresentassem sugestões para o aniversário do REMA.

Quando o grupo se decidiu por um slideshow com fotos, retratando os 30 anos do REMA, “aceitei o desafio; eu e a Antonieta nos reunimos duas ou três vezes para selecionar as fotos”, conta. O resultado final será apresentado durante o III Simpósio de Câncer de Mama, que a EERP realiza entre 23 e 25 de maio.

O Simpósio homenageia os “30 anos do REMA e a sobrevida de mulheres com câncer de mama”, discutindo a problemática desse tumor e dos profissionais que atuam nesta área, assim como o vídeo de Maria Antonia e da enfermeira Antonieta.

Encontro Rema – Foto arquivo

O REMA da assistência e da prevenção ao câncer de mama

Ao longos desses 30 anos, cerca de 1640 mulheres com diagnóstico de câncer de mama – acompanhadas por serviço de saúde particular ou público – passaram pelo REMA. Atualmente, o núcleo realiza atendimento a 165 mulheres, três vezes na semana (segunda, quarta e sexta).

O serviço começou em 1989, oferecendo assistência integral às mulheres com diagnóstico de câncer, ao mesmo tempo que organiza programas de detecção precoce de câncer mamário e ginecológico e presta auxílio aos familiares das pacientes.

Entre as diferentes ações em prol do bem estar das mulheres em tratamento, destaca-se o “Desfile Rosa”, um dos maiores eventos organizados pelo e que, desde 2014, promove a autoestima das mulheres atendidas.

O REMA está ativo também nas redes sociais Facebook e Canal no Youtube, com divulgação de fotos e vídeos das atividades que realiza. A página oficial do grupo na internet acabou de ser remodelada. Coordena o trabalho do REMA a professora Marislei Sanches Panobianco com supervisão da enfermeira Maria Antonieta Spinoso Prado.

A EERP fica no Campus da USP em Ribeirão Preto, Av. Bandeirantes, 3900

Atividades Rema – Foto arquivo

Por Joice Soares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *