Fruto amazônico com propriedades anticancerígenas

Estudos com fruto da Amazônia ainda inexplorado dão prêmio internacional a pesquisador da USP Ribeirão

Pesquisador da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP, Vinicius de Paula Venancio (foto) acaba ser premiado no Texas A&M University Student Research Week 2015, realizada no final de maio nos EUA. Foi o primeiro colocado entre os pesquisadores de pós-graduação nas áreas de saúde, nutrição e fisiologia e também ficou com o prêmio Sigma XI com a melhor pesquisa relacionada à prevenção de doenças.

Farmacêutico, formado pela Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), Venancio está desenvolvendo parte de seus estudos, que avalia propriedades terapêuticas de um fruto da Amazônia, o guajiru (Chrysobalanus icaco L), num estágio com bolsa sanduíche do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) na College of Agriculture and Life Sciences na Texas A&M University.

Interessado no tema desde a graduação, Venancio realiza seu doutorado em toxicologia pela FCFRP, sob orientação da professora Lusânia Maria Greggi Antunes, estudando um fruto amazônico ainda inexplorado, conhecido popularmente como guajiru, e que teria propriedades anticancerígenas.

Os resultados obtidos até então e, mais particularmente, durante o estágio no Texas A&M University indicam “que os pigmentos naturais presentes na casca da guajiru (antocianinas) exercem efeitos citotóxicos e anti-inflamatório em culturas de células de câncer de cólon”, informa o pesquisador. Veja mais sobre a premiação de Vinicius Venancio e sua trajetória como pesquisador brasileiro no site do CNPq.

Mais informações: (16) 3315.4294; 3315.4697; 3315.4186

Por: Rita Stella, com informações da Coordenação de Comunicação do CNPq

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *