Simpósio internacional de doenças inflamatórias

Estão abertas as inscrições para o Second Internacional Symposium on Inflammatory Diseases, que será de 22 a 24 de junho, em Ribeirão Preto. A promoção é do Center for Research in Inflammatory Diseases (CRID), em parceria com Sociedade Brasileira de Inflamação (sbin).

A programação do simpósio contará com palestrantes nacionais e internacionais e tem o objetivo de reunir cientistas e pesquisadores que trabalham nas áreas básicas e clínicas com temas relacionados à inflamação e a doenças inflamatórias como artrite reumatoide, lúpus, psoríase. Além da iniciativa pioneira de integrar pesquisas realizadas no Brasil e estudos translacionais envolvendo doenças inflamatórias crônicas.

Serão abordados temas como A descoberta de medicamentos em doenças inflamatórias; a concepção de medicamentos multitarget; O papel do péptido de libertação da gastrina do sistema neuropeptídeo na patofisiologia da artrite reumatóide; A imunidade inata como alvo para doenças inflamatórias; A resposta inflamatória no desenvolvimento do câncer; Interação Neuro-imune na génese da inflamatória, entre outros.

O evento é direcionado para graduandos, pós-graduandos, residentes, docentes e profissionais da área da saúde. As inscrições variam de R$ 70,00 a R$ 250,00 e devem ser feitas pela internet. Será no Auditório do Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP) da USP, Avenida Bandeirantes, 3900.

O CRID

Grupo multidisciplinar de pesquisadores que busca desvendar os mecanismos envolvidos nas doenças inflamatórias, em busca de novos tratamentos e de diagnósticos mais rápidos e precisos.

A mortalidade de pessoas que desenvolvem sepse, infecção generalizada, é de cerca de 30% no mundo e de 50% no Brasil, segundo o Instituto Latino-americano da Sepse (ILAS). E, ainda, 10% da população mundial sofrem as consequências das doenças inflamatórias de origem autoimune, infeciosas e metabólicas. Essas doenças causam enormes prejuízos, tanto para o doente, com a perda da qualidade de vida, como para a sociedade, reduzindo a produtividade dessas pessoas.

Encontrar alvos para o desenvolvimento de novos tratamentos e exames, que permitam diagnósticos mais rápidos e precisos, é a meta de um grupo de pesquisadores da USP, Unesp, Universidade Federal de Sergipe (UFS) e do NIH-USA que, em agosto de 2013, deu início às atividades do Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (Center for Research in Inflammatory Disease – CRID), coordenado pelo professor Fernando de Queiroz Cunha, do Departamento de Farmacologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP.

O CRID é um dos onze Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs), coordenados por pesquisadores da USP e financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Reúne pesquisadores básicos e clínicos, e, ainda, químicos medicinais que sintetizam moléculas para serem testadas na produção de novos medicamentos.

Mais informações: (16) 3315-4526 ou (16) 3315-9051

Por: Crislaine Messias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *