Exercícios físicos e ovário policístico

Pesquisa da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP precisa de voluntárias para o estudo Efeitos do treinamento físico aeróbio contínuo e aeróbio intervalado em mulheres com a síndrome dos ovários policísticos.

Podem participar mulheres com idade entre 18 e 39 anos, portadoras de Síndrome dos Ovários Policísticos, sedentárias – que não realizem exercícios físicos regulares, que não estejam usando anticoncepcional hormonal, não possuam doenças cardiovasculares, diabetes ou doenças da tireoide. Também não podem ser gestantes nem fumantes.

As selecionadas realizarão exames de avaliação da composição corporal, cardiorrespiratória, hormonal e metabólica e realizarão treinamento físico três vezes por semana com duração de 40 a 60 minutos por dia.

Todas as avaliações e o programa de treinamento são gratuitos e as voluntárias receberão auxílio para o transporte durante a participação no estudo. Ao término da pesquisa cada participante receberá um boletim com seus resultados antes e depois da realização do programa.

As voluntárias receberão também mais informações sobre as possíveis repercussões que a Síndrome dos Ovários Policísticos acarreta para a saúde das mulheres, assim como a necessidade de entender a relação dos benefícios da prática de exercícios físicos sobre esta síndrome.

Os trabalhos são coordenados pelo Departamento de Ginecologia e Obstetrícia, em parceria com o Departamento de Biomecânica, Medicina, Reabilitação do Aparelho Locomotor, ambos da FMRP.

As interessadas podem entrar em contato pelos telefones (16) 3315-4575 falar com Ana Paula, Stella ou Tabata, no período da manhã, (16) 98245-1179 falar com Victor e (16) 98245-1055 falar com Iris.

Por: Crislaine Messias

Imagem: seuguiadesaude.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *